Unasp Campus Virtual Logo

Institucional


Histórico


A sensação de se caminhar por um parque cheio de verde, lindas flores e pássaros e, ao mesmo tempo, estar em uma escola é algo muito estimulante. Isso porque, enquanto há o incentivo pelo aprendizado, a natureza inspira a reflexão, paz, harmonia e cria a situação ideal para fixar na mente aquilo que foi ensinado. Uma escola assim pode existir? Alguém já a construiu ou é apenas um sonho?

Por volta de 1914 alguém sonhou esse ideal e ainda foi além! Pensou numa escola em que os alunos pudessem ter contato com uma educação abrangente, onde a capacidade intelectual, física e espiritual fossem trabalhados em conjunto com o objetivo maior de construir valores na vida de milhares de jovens.

Na época foi comprada uma propriedade na região de Capão Redondo. No começo do século passado o local era ermo e distante o suficiente da agitação e influências de São Paulo. Era uma fazenda com lindas colinas e dedicados pioneiros do ensino adventista no Brasil. Formar missionários era a razão da nova escola, denominada Seminário Adventista. Porém, mais do que isso, o objetivo era instruir pessoas interessadas em viver e pregar a mensagem do advento. Toda a formação e o ambiente se voltavam para isso. Todos trabalhavam por um ideal e com muito amor e dedicação a escola crescia. Em 1923 virou Colégio Adventista e, dez anos depois, Colégio Adventista Brasileiro, o saudoso CAB. Mudanças e arranjos foram sentidos em diversos momentos quando a instituição se aperfeiçoar para oferecer um ensino de ponta.

Além de confessional, o Instituto Adventista de Ensino (IAE), como foi denominado mais tarde, queria ser reconhecido pela excelência em educação, e não fez por menos. Os primeiros cursos, como Enfermagem, Teologia e Pedagogia, hoje são tradicionais e conceituados pelas autoridades em educação no país.


Crescimento progressivo


O IAE cresceu e a necessidade de um novo campus era urgente. Isso sem falar do objetivo de retornar a ideia original de um local afastado dos grandes centros, o que não era mais possível em São Paulo. Com esse propósito foram visitadas diversas propriedades no interior paulista até que, numa fazenda de laranjas, no município de Artur Nogueira (hoje Engenheiro Coelho) achou-se um lugar para o novo colégio. E as construções logo foram iniciadas, isso há vinte anos. Esse foi um marco na história do IAE. O novo campus mal tinha um nome definido, mas todos já idealizavam o futuro do instituto.

Com o objetivo de ainda fundar a Universidade Adventista do Brasil, os líderes se entusiasmavam com cada novo curso, agora em dois campi. Educação Artística, Letras, Administração, Nutrição, Matemática, Educação Física, Ciência da Computação. Biologia, Engenharia Civil, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Contabilidade e Direito. Uma à uma as faculdades foram sendo implantadas e dando corpo ao projeto de Centro Universitário Adventista, nível alcançado no final da década de 1990.

Ao longo dos anos o UNASP foi se fortalecendo mais, unindo à instituição o Instituto Adventista de São Paulo (IASP), em Hortolândia. Reconhecido por sua excelência no ensino, o terceiro campi colaborou para a transformação do centro universitário, o tornando em um lugar ainda melhor.

O mais recente fortalecimento ao UNASP foi a criação do Campus Virtual, um campus com cursos online, possibilitando com que alunos de diversas partes do mundo tenham a experiência de estudar e se formar na instituição.

O UNASP cresceu e, agora, com quatro campi, quadriplica a sua qualidade de ensino e serviço. Juntos somam mais de 17 mil alunos, que cursam do ensino infantil até a faculdade. Oferece mais de 30 cursos de graduação, dando aos estudantes a possibilidade de viverem no próprio campus, na opção de residência. Um conceito de imersão no ensino.

O UNASP é assim! Um lugar inesquecível no coração de todos que por ali passam. A instituição cresce como estrutura e cresce como padrão de educação, atingindo o seu principal objetivo, em formar cidadãos de caráter que façam a diferença no mundo.